terça-feira, 17 de janeiro de 2017

A sua salada a um clic!

Jantar com os amigos?
Geladeira vazia?
Restaurante a domicílio!
Pega o telefone. E não precisa mais nem ligar.
Em 2016 os (pequenos e grandes) negócios de entrega de comida se tornaram uma máquina de fazer dinheiro, mais potente se disponível a um clique e fácil de contatar. Seja por falta de tempo ou por praticidade, até nos encontros com amigos se tornou comum pedir uma comida pronta enquanto o tempo é para conversar e degustar um bom cálice de vinho ou uma cerveja artesanal. E também é uma ótima solução para aquele almoço rápido no trabalho. Enfim, o mercado atende às necessidades do cliente e oferta de comida pronta a poucos cliques é cada vez maior, através de aplicativos que encurtaram o tempo e a fome. E isso vale também para a "simples" salada!

Foto: Isole 24 ore
Essa oferta anda passo a passo com a necessidade do consumidor, sempre. Muito além da pizza, que talvez tenha sido a pioneira do "delivery", hoje existem opções mais "gourmet" e opções saudáveis para um público em busca de uma alimentação mais equilibrada - que só cresce. ((É aqui que entra a salada!)) Na Itália as pesquisas indicam que o consumo de carboidratos e de carne estão diminuindo, enquanto o consumo de frutas, verduras e peixe sinaliza crescimento. Assim como indicam que os grupos que seguem dietas alimentares específicas estão crescendo: entre os italianos, 7,1% da população é vegetariana e 1% vegana. No Brasil os dados também indicam o crescimento deste público. O dado é de 2012, mas já naquele ano o IBOPE indicou que 8% da população brasileira começou a aderir a vegetarianismo.
Fonte: CSO Italy

E, como "o cliente tem sempre razão", seja no Brasil ou na Itália ou em qualquer parte do mundo, a salada é um prato que vem ganhando importância nesse cenário e também deve estar ao alcance de um clique. Ela é uma das estrelas do "fresh market"! Uma grande saída, e que eu acredito que veio pra ficar, é a entrega de salada no pote pronta para o consumo em qualquer lugar e em qualquer momento. Essa pode ser uma saída interessante para quem quer manter uma alimentação saudável e não tem tempo de preparar a "merendeira" em casa. Pode ser econômico para as famílias pequenas, que são hoje a maioria, e não podem comprar 1 repolho de 2 kg, por exemplo, evitando o desperdício ((e esse repolho dá outro post, porque o mercado de hortifruti está se adaptando também a esta questão)). A salada no pote também deve seguir as tendências ditadas pelo mercado, com opções veganas e vegetarias, mas também "gourmet" e gulosas. Porque, quem disse que salada é feita só de alface e tomate?


A salada no pote é realmente prática para a pessoa que pede a entrega no escritório, porque pode comer já direto no pote sem a necessidade de outros utensílios. E para os jantares com os amigos, elimina aquele trabalho que sempre vai ficando para depois, de lavar os pratos. Claro que se os potes forem reutilizáveis, o dono da casa vai fazer questão de conservá-los. Aliás, é importante que a salada no pote seja preparada em potes de vidro não só por praticidade, mas também por questões de segurança alimentar e de responsabilidade ambiental. E, se a entrega for feita de bicicleta, então, melhor ainda! 

Foto: Eu vou de bike

Beijos gelados diretamente da Itália e boa salada pra você!
:)
Gy Dall'Agnol
#SaladasDaGy #ProjetoSalada #GemellaggioGreen #SaladaNoPote #Salada #FreshMarket #SaladaDelivery

Nenhum comentário:

Postar um comentário